Postagem em destaque

E o tempo levou...

                 O portão de ferro, castanho-avermelhado, ainda lá está, mas faz tempo que ninguém o atravessa, pois as silvas e ervas dan...

terça-feira, 24 de março de 2015

Dois poemas do meu livro "Chuva Quente"

Mar! Conha!

Praia deserta
Dedos por onde escorre a areia do Tempo
Ontem
O ressoar das ondas falava de amor!
Hoje
A areia lembra deserto.
Navio perdido na bruma do Tempo,
É o Mar!
Partir
Chegar
Onde ninguém aportou ainda.
De novo o contato da areia.
A solidão. O deserto...
Um objeto diferente
No tocar da areia.
Búzio? Concha?
Búzio não, não quero,
Traz mensagens do impossível.
Prefiro a concha,
Espaço côncavo   fechado
Ostra!
Pérola, valerás o segredo da solidão?
Ostra, só.
A concha que palpam meus dedos
No mar de areia
De uma praia imaginária.

***

Vento, 
Teu bailado no pinhal
Assobia no meu sangue
E as naus perdidas
Em rotas impossíveis
Dançam nas ondas do ma!...


domingo, 15 de março de 2015

Aniversário

Flores para comemorar o Primeiro Aniversário do Blog


        Um ano, o primeiro, que espero seja de muitos, com mais e mais textos, ideias circulando por aí, a esmo, sem que eu saiba exatamente quem as lê. Sem que eu saiba onde chegou a minha voz, sem que eu conheça as pessoas que se sentiram tocadas com uma das minhas palavras... sem que eu saiba que palavra foi a mais importante para cada um...  talvez todas, talvez nenhuma.
      Um ano! o primeiro! Que venham os próximos!

sexta-feira, 6 de março de 2015

Mensagem para os leitores


Caros Leitores

         Meu Blog está prestes a completar um ano. Sinto-me feliz e agradecida pela participação de leitores de algumas partes do mundo, onde jamais imaginei chegar. Como sou nova neste universo "blogueiro",  ainda estou em fase de aprendizagem do uso desta ferramenta de comunicação, tão interessante e promissora.
           Esta cartinha, tem como objetivo pedir a cada um dos que me leem, a gentileza de, se possível, deixarem uma mensagem, um comentário, uma sugestão para que eu possa melhorar, cada vez mais, este meu "livro vivo". Um grande abraço a todos, cheiinho de gratidão! Até breve.