Postagem em destaque

Visita Virtual

domingo, 30 de novembro de 2014

À Flor da Pele


Um beija-flor atrevido
Pousou de leve no meu roseiral
Beijou suavemente uma rosa
E sorveu seu mel.

Depois, partiu sem olhar para trás,
Talvez envergonhado e feliz
Por ter roubado à flor o néctar
Deixando-a frêmita de prazer,
Apesar do furto.

                           (27/11/2014)


Nenhum comentário:

Postar um comentário